segunda-feira, 16 de abril de 2018

Top Gospel do Momento


Oi gente, tudo bem?
Hoje quero mostrar para vocês, algumas músicas gospel que tenho escultado com frequência, canções que tocam o meu coração e me levam pra mais perto de Deus.

1. Ministério Zoe - Aquieta minh'alma



2. Aline Irineu - Entrei no Templo


3. Paulo César Baruk - Sonda-me / Estrela da manhã


4. Gabriela Rocha - Teu Santo Nome


5. Thalles Roberto - Deus é por nós



"Agora , pois, permanecem a fé. a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor."                          1Coríntios 13:13


Xeru!






segunda-feira, 2 de abril de 2018

Assassinato no Expresso do Oriente - Agatha Christie

Oi gente, tudo bem?
Hoje tem post? Tem sim senhor!
Mais uma história da dama do crime Agatha Christie, que sempre surpreende com seus desfechos que deixam o leitor de boca aberta.
E também a resenha do filme, que onde muitos acreditam que é a primeira adaptação, mas não.

Vem conferir.


Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano.

O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos.


Minha Opinião:

Uma história cheia de personagens, que as vezes dava um nó na minha cabecinha, mas uma história muito bem construída e sem rodeios. Um homem foi morto a facadas dentro de um trem, cheio de passageiros, mas á um grande detetive entre eles, que com todo seu talento e sabedoria conduz as investigações e monta um grande quebra-cabeças macabro.
É um livro que vale muito ler.

"Quando se confronta com a verdade alguém que está mentindo, ela é costumeiramente aceita, muitas vezes sem surpresa."

Ele é dividido em 3 partes: Os fatos; Os testemunhos: Hercule Poirot para e pensa.

O filme:


Minha opinião:

Assassinato no Expresso do Oriente não foge tanto das primícias do livro, porém com um enredo mais preciso, enxuto, mas linear que a história contada no livro. Tirando a caracterização do Poirot, que seria de um homem de estatura baixa, que passa despercebido entre as pessoas, para um detetive imponente, e dentre outros personagens não foi um problema para mim, achei até melhor.
Com um pouco mais de sarcasmo do detetive, que deixou a trama mas engraçada que no livro, questões importantes como racismo,que não tinha no livro, foi colocado em cenas, deixando claro como era a situação na época. Dentre outros detalhes que a meu ver não interferiram tanto assim na história da Agatha. Até porque para o cinema entendo que tenha que ser mais direto e fácil das pessoas entenderem histórias investigativas. Sem falar na fotografia belíssima e rica em seus detalhes.
Só uma pequena observação em uma cena onde estão todos reunidos para o veredito final.


Seria uma mera coincidência?


Em Hollywood nada é coincidência.


  Nota de 1 a 5

                         

Xeru!


terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Garota Exemplar - Gillian Flynn

Feliz Ano Novo! 
Sei que sumi novamente, desculpa! Mas podem ter certeza que sempre que eu terminar uma leitura, oi tiver algo muito legal pra contar, eu venho correndo compartilhar com vocês. Ok?

Finalmente terminei uma leitura iniciada em outubro de 2017, demorei pra terminar, sim! Mas deixando bem claro que eu me permito ler com calma, sem pressa.
Confesso que antes, queria manter uma constância de livros lidos aqui no blog, criar uma rotina de livros lidos, mas tenho outras coisas para fazer, não vivo exclusivamente de ler livros. Então será assim, um livro por vez, pelo tempo que tiver que ser.

E hoje teremos duas resenhas o livro e o filme Garota Exemplar 
Vamos começar:

Garota Exemplar

Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, "Garota Exemplar" alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?


Minha opinião: 

O que posso falar “MEU DEUS” que história louca, eletrizante, engraçada e surpreendente.  A cada  capítulo uma reviravolta, chegou um momento em que eu não sabia mais em quem acreditar, mas quando tudo veio á tona, meu queixo caiu. Amy foi extremamente “exemplar” com a sua vingança, me fez desconfiar  do seu marido assim como todos na cidade, não posso negar, ela foi genial.
Mas é exatamente isso que acontece, não sabemos o que se passa no casamento alheio, temos dois lados, duas versões de uma mesma história, como em tudo na vida.
O livro é dividido em três partes e alterna capítulos entre a visão de Nick e de Amy. No começo somos apresentados a um casal que estão completando 5 anos de casados, mas Amy desaparece e Nick é o principal suspeito.

Temos relatos de Amy que só quem é casada ou já passou tal 
situação entende. Como o homem ou a maioria deles não se importam com certos detalhes como:
“Eu nunca fui uma megera... Nick não é o tipo de cara que pensa em passar aspirador ou limpar a geladeira. Ele realmente não vê esse tipo de coisa. Tudo bem. Mesmo. Mas eu gosto de um certo padrão de vida — acho que é justo dizer que a lixeira não deve literalmente transbordar, e os pratos não devem passar uma semana na pia com burrito de feijão seco grudado. Isso é simplesmente ser um companheiro bom e adulto. E Nick não está mais fazendo nada, então tenho de reclamar como uma megera, e isso me deixa furiosa: Você está me transformando no que eu nunca fui e nunca quis ser, uma megera, porque não está cumprindo sua parte em um acordo muito simples. Não faça isso, não é certo fazer isso.”
Quem diria que a doce e meiga Amy Exemplar na verdade seria uma “piranha desgraçada” fria, manipuladora, calculista e má.
Pobre Nick, ou não? Senti dó e raiva ao mesmo tempo, achei ele um grande babaca, mas tenho que admitir, ela pegou pesado.
Pensei em vários finais para o casal, mas entendi que não podia ser diferente para uma mente como a de Amy.
“ – Sinto pena de você? – Por quê? – Porque toda manhã você tem de acordar e ser você.”Nick Dunne
Não quero dar muito spoiler , mas instigar vocês a lerem e tirarem suas próprias conclusões.

Outra capa do livro:


Filme: Garota Exemplar


Minha opinião: Excelente! Fico tão feliz quando assisto a um filme que foi adaptado e ele consegue captar a essência do livro. Nick Dunne não poderia ser melhor interpretado, Ben Affleck estava ótimo, Amy com um olhar congelado, insano e vingativo, perfeita Rosamund Pike. Mas pudera, o roteiro foi da própria autora. Mas mesmo tudo sendo tão bom, faltou algumas “cositas”, o livro tem 500 páginas, né! Pensei que veria mais o pai do Nick, ele era engraçado, Nick mais raivoso. Mas, o mais importante, a alma do livro estava ali, história desse casal nuclear foi contada da melhor forma.


Nota de 1 a 5

  


Xeru!



segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Um Corpo na Biblioteca - Agatha Christie

Oi gente, tudo bem?
Venho compartilhar a leitura que fiz, de uma autora muito famosa, e de prestígio, onde só conhecia de ouvir falar, quando ganhei de presente um box lindo, contendo três livros, tive o prazer de uma boa leitura investigativa. 






O corpo de uma jovem é encontrado no tapete da biblioteca dos Bantry, às sete da manhã. A vítima é uma completa desconhecida e o casal Bantry decide chamar as autoridades para investigar o caso - e também, é claro, Miss Marple, detetive amadora e amiga da sra. Bantry.
Tudo se complica ainda mais quando chega até eles a notícia de outra adolescente morta, carbonizada dentro de um carro incendiado em uma pedreira. Qual será a possível conexão entre os dois incidentes? 






Resenha:

Ruby Keene, uma bela jovem, é encontrada morta na biblioteca da mansão do casal Bantry, aparentemente estrangulada. Dolly Bantry, a dona da mansão, chama sua amiga, a detetive amadora Miss Marple, para tentar descobrirem juntas quem é a garota, como foi parar lá, quem a matou e qual foi o motivo. Paralelamente, a polícia investiga o caso, mas reviravoltas podem fazer tudo tornar-se ainda mais complicado.

Bem, não tenho comparações a fazer com outros livros da autora, por essa ser a minha primeira leitura, e acho que dei sorte, pois me agradou muito. 
Uma história direta, sem muita enrolação. Já começamos sabendo que uma jovem foi encontrada morta, na biblioteca de uma família respeitada. 
Ao longo da história vamos conhecer vários personagens, todos muito bem desenvolvidos, a principio me confundia um pouco mas depois fui me familiarizando. 
Mas uma personagem se destaca com seu faro apurado para casos complexos Miss Marple 
uma senhorinha muito esperta que sabe usar as palavras, que sempre atenta e a frente da polícia auxiliava a equipe policial nesse caso com informações bem pertinentes.
Não vou me estender mais por ser um livro policial, posso soltar algum spoiler sem querer. 

Minha Opinião:

É um livro que prende sua atenção, mas não tão simples de ler. São muitos personagens, as vezes me confundia um pouco, confesso.
Talvez para leitores mais assíduos do gênero, seja um livro fraco.
Mas para minha primeira leitura da Agatha Christie foi uma experiência muito boa, com certeza vou ler outros livros dela.
A minha edição é de um box da editora Nova Fronteira, contendo três livros, não sei se essa edição foi revisada, pois percebi alguns erros de digitação, que poderiam ter sido evitadas, mas não tira a beleza do livro e do box em si.

Nota de 1 a 5 :


Espero que tenham gostado, e deixe sua opinião aqui nos comentários.
Xeru!



segunda-feira, 23 de outubro de 2017

#Sou + Cachos - Skala

Oi gente, tudo bem? Quanto tempo, né mesmo! Mas estamos todos bem. 

Hoje trago minha sincera opinião sobre um creme baratinho da Skala.


#Sou + Cachos

Informações da marca:

A Linha Sou Mais Cachos Skala Expert possui uma fórmula com ingredientes ricos em nutrientes que hidratam e desembaraçam os cabelos cacheados, crespos, crespíssemos ou em transição. Prepare-se para os elogios, recomendamos que use e abuse!

D-PANTHENOL: Força e Hidratação
ÓLEO DE RÍCINO: Fortalece e auxilia no combate à queda por quebra dos fios
MANTEIGA DE KARITÉ: Nutrição extrema, garante o brilho e hidratação

Modo de usar:                                                     

Pode ser utilizado em substituição ao condicionador tradicional. Aplique nos cabelos lavados massageando mecha por mecha por todo o comprimento dos fios. Deixe agir por 3 minutos. Enxágue. Para um melhor resultado, use touca térmica / laminada por 15 minutos. Enxágue.  
Ideal para cabelos: Todos os tipos de cachos
Minha opinião:
Não gostei! Senti uma leve definição nos cachos, porem um ressecamento estranho. O que me fez usar como condicionador. Sim, usei conforme a instrução e também usei com outros produtos pra potencializar, pois tinha que usar e mesmo assim não gostei. Eu acho que o creme tem que cumprir o que promete sem ajuda de outros cremes ou produtos. Mas deixando claro, essa é a minha opinião.


Gostaria de saber a opinião de vocês, já usaram esse creme?
Xeru!